Quinta, 20 de setembro de 2018
55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413
Região

11/09/2018 ás 17h50 - atualizada em 12/09/2018 ás 08h26

Josoel Silvestre

Redentora / RS

MERGULHADORES NÃO ENCONTRAM HOMEM QUE TERIA DESAPARECIDO NO RIO TURVO EM SANTO AUGUSTO
O homem está desaparecido desde a madrugada de sábado, quando tinha ido acampar com companheiros as margens do rio
MERGULHADORES NÃO ENCONTRAM HOMEM QUE TERIA DESAPARECIDO NO RIO TURVO EM SANTO AUGUSTO
Fotos : RD Foco

Terminou sem sucesso o terceiro dia de buscas a Sebastião Silva da Luz, 41, anos, que teria caído nas águas do Rio Turvo, logo acima da ponte, na divisa dos municípios de Santo Augusto e Coronel Bicaco.


Sebastião estava acampado, pescando, com mais cinco homens, desde a tarde de sábado, dia 08, quando na madrugada de sábado para domingo, por volta das 03:30,  seus companheiros teriam escutado um barulho do mesmo caindo no rio.


Segundo fontes, os homens estariam bêbados, e com o acontecido, desarmaram o acampamento, e voltaram a Santo Augusto, onde as 06:30, avisaram a família de Sebastião.


A partir daí começaram as buscas, com o auxílio dos corpo de Bombeiros de Ijuí, com botes, fazendo a chamada busca superficial, com ganchos, onde os mesmos tentaram encontrar o corpo submerso, sem sucesso. 


Depois de dois dias de buscas em vão, foram acionados os mergulhadores do Corpo de Bombeiros de Passo Fundo e Ijuí, que vieram na tarde desta terça-feira, tentar encontrar o corpo. Muitos familiares estiveram o dia todo no local.


Depois de uma varredura pelo fundo do rio, em uma área entre 100 e 120 metros ao local onde o homem teria supostamente caído, as buscas por baixo da água foram encerradas. Os bombeiros explicaram aos familiares, que como a água no local é praticamente parada, seria impossível o corpo ter ido mais longe, e também pelo fato de que nas margens do rio, há uma grande quantidade de galhos, troncos e raízes submersas, que impossibilitariam o corpo ultrapassá-los.


O local possui uma profundidade superior a seis metros, comprovada pelo Corpo de Bombeiros.


A partir de amanhã, retornam as buscas pela superfície, com botes subindo e descendo o rio. De acordo com os profissionais, o corpo pode boiar já nas primeiras doze horas depois da queda/morte na água, como pode demorar mais de cinco dias. Tudo depende de uma série de fatores, como calor da água, se a vítima teria se alimentado horas antes, que faria que o corpo inchasse mais rapidamente e subisse à superfície.


A  investigação deve ficar a cargo da Polícia Civil, que deve tomar os depoimentos dos cinco homens que estavam acompanhando Sebastião na noite do fato ocorrido, para tentar elucidar alguns fatos, já que a princípio, segundo informações extra-oficiais, algumas partes já ouvidas pelas autoridades, apresentam contradições das falas dos companheiros de pescaria.


O site rdfoco.com esteve presente desde a manhã desta terça-feira no local, fazendo a cobertura exclusiva do fato.


Veja vídeos dos bombeiros procurando o homem:


 



 


FONTE: RD Foco

Clique nas imagens abaixo para ampliar:
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium