Quinta, 20 de setembro de 2018
55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413
Região

10/09/2018 ás 09h33

Gilmar Machado

Redentora / RS

ENCONTROS MOBILIZAM JOVENS RURAIS DA REGIÃO CELEIRO
A programação dos eventos começou na manhã da última terça-feira, em Redentora
 ENCONTROS MOBILIZAM JOVENS RURAIS DA REGIÃO CELEIRO
Programação envolve jovens rurais de 17 municípios (Foto: Divulgação/Emater-Ascar)

Terminou nesta quinta-feira (06), a série de encontros intermunicipais direcionados para jovens rurais da Região Celeiro. A organização foi da Emater-Ascar, Federação dos Trabalhadores na Agricultura (FETAG) e Sindicatos dos Trabalhadores Rurais vinculados a regional de Três Passos.


A programação dos eventos começou na manhã da última terça-feira, em Redentora, e seguiu por Campo Novo, Derrubadas, Três Passos e São Martinho. A iniciativa teve o apoio de prefeituras, Câmara de Vereadores, professores e comunidades rurais.


– O objetivo dos eventos era preparar os jovens para o encontro regional que irá ocorrer no dia 24 de novembro, em Campo Novo – salientou Jaqueline Remonti, assessora da regional de Três Passos da FETAG. Ela acrescentou que os encontros foram uma forma de aproximar os jovens de 17 diferentes municípios da Região Celeiro.


Censo 2017:


A coordenadora estadual de Juventude Rural, Gênero e Educação do Campo da Emater-Ascar, Clarice Bock, problematizou os dados do último Censo Agropecuário de 2017. Durante a palestra sobre juventude rural e desafios, ela falou sobre a diminuição da população jovem no meio rural do Rio Grande do Sul.


De acordo com o Censo Agropecuário de 2006, havia 1,9% de jovens no meio rural e 11 anos mais tarde, o levantamento mostrou que esse número caiu para 1,2 %.


– Isso nos preocupa, mas ao mesmo tempo nos faz refletir sobre o nosso papel enquanto entidade que presta assistência técnica e faz extensão rural social no estado – ponderou Clarice Bock, complementando que o trabalho tem de ser cada vez mais efetivo, de modo a dar condições para que esse jovem que fica no meio rural se qualifique e busque cada vez mais se aperfeiçoar e ser aquilo que ele quer, com qualidade.


O gerente da Emater-Ascar da região de Ijuí, Carlos Turra, também repercutiu os números. – Que sequência o sindicato, as cooperativas, a extensão rural vão ter daqui a dez, vinte, trinta anos? Com que público vamos estar atuando? – indagou Carlos Turra. Ele ainda disse que temos jovens e precisamos dar a eles oportunidades, seja pela via de políticas públicas, seja pela via da parceria.

FONTE: Clic Portela

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium