Segunda, 19 de novembro de 2018
55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413
Região

03/09/2018 ás 15h52

Gilmar Machado

Redentora / RS

DESCASO DO PODER PÚBLICO PROVOCA TRANSTORNOS PARA PRODUTOR DE TENENTE PORTELA.
Caminhões precisaram ser rebocados para conseguir sair da propriedade rural situada em Linha Manchinha.
 DESCASO DO PODER PÚBLICO PROVOCA TRANSTORNOS PARA PRODUTOR DE TENENTE PORTELA.
Trator teve que rebocar os dez veículos carregados com suínos (Fotos: Maristani Martins)

Por volta das 17 horas deste domingo (02), os caminhões começaram a chegar à propriedade de Valmir Luís Peter, em Linha Manchinha, interior de Tenente Portela, para realizar o carregamento de aproximadamente mil suínos. A produção tinha como destino um frigorífico na cidade de Seberi.


Em virtude da chuva que persiste há mais de três dias, os veículos já enfrentaram dificuldades com o barro no trajeto de cerca de um quilômetro entre a Avenida Perimetral e a propriedade rural. Conforme tentavam estacionar na rampa de carregamento dos suínos, o peso dos caminhões acabava afundando o solo e, isso, só ocasionou mais transtornos.


Segundo Valmir Luís Peter, em condições normais, o trabalho de retirada dos animais dos chiqueirões dura entre duas e três horas. – Ontem iniciamos o carregamento às 17h30min e terminamos por volta das 01h30min – lamentou o produtor rural. Ele também revelou que a falta de condições de trafegabilidade em dias de chuva no percurso entre a Avenida Perimetral e sua propriedade já impediu a chegada dos caminhões transportadores de ração. – Uma vez, os suínos ficaram sem ração durante dois dias – contou Valmir Luís Peter.


O produtor rural afirmou que para conseguir finalizar o escoamento da produção neste domingo entrou em contato com o órgão municipal competente, que enviou um trator para rebocar os caminhões. – Liguei pedindo um trator, porque acho que é uma forma de pressionar a atender minha reivindicação – salientou Valmir Luís Peter, acrescentando que todos os dez veículos precisaram ser rebocados, fosse na saída da rampa de carregamento ou na estrada vicinal até a Avenida Perimetral.


Via telefone, na manhã desta segunda-feira (03), Valmir Luís Peter disse que já procurou diversas vezes a prefeitura municipal solicitando melhorias na estrada vicinal. – Eles falam que vão fazer. Já colocaram cascalho na Avenida Perimetral e não vieram até aqui. Uma vez, me disponibilizei a comprar o cascalho e mesmo assim não demonstraram interesse em arrumar a estrada – lembra o produtor rural.


Depois dos inúmeros transtornos enfrentados ontem e cansado do descaso do poder público, Valmir Luís Peter frisou que contratará uma empresa particular para colocar o cascalho no percurso de aproximadamente um quilômetro. – Não vou mais procurar a prefeitura municipal, ficar mendigando. Minhas atividades geram retorno ao município e é essa a valorização que eu ganho – lamentou o produtor.

FONTE: Clic Portela

Clique nas imagens abaixo para ampliar:
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium