Quarta, 15 de agosto de 2018
55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413
Especiais

11/06/2018 ás 20h29

Gilmar Machado

Redentora / RS

Temporais causam estragos em diversas cidades do Rio Grande do Sul
A Defesa Civil estadual informou que há previsão para novos temporais na noite desta segunda e durante a terça-feira (12)
Temporais causam estragos em diversas cidades do Rio Grande do Sul
Em Bento Gonçalves, temporal na tarde desta segunda-feira causou estragos (Foto: Defesa Civil de Bento Gonçalves/divulgação)

Os temporais que atingiram o Rio Grande do Sul na noite de domingo (10) e nesta segunda-feira (11) causaram estragos em diversos municípios do estado. Em Bento Gonçalves, na Serra gaúcha, duas escolas e várias residências ficaram destelhadas depois do vendaval que atingiu a cidade na tarde desta segunda.





"Ainda estamos atendendo as ocorrências, por isso não temos um número certo de quantas casas foram atingidas. As escolas estão com as aulas suspensas. Estamos colocando lonas nas residências afetadas. Houve também a queda de árvores e postes", afirma o coordenador da Defesa Civil de Bento Gonçalves, Thiago Fabris.




Em Porto Alegre, postes foram derrubados no bairro Rubem Berta, na Zona Norte, devido o vento forte. De acordo com a Somar, o Aeroporto Internacional Salgado Filho registrou rajadas de vento de 70,4 km/h às 16h na capital gaúcha. Em São José dos Ausentes, na Serra, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) constatou ventos de 105,1km/h às 18h e, em Cambará do Sul, 102,2km/h às 17h.


De acordo com a RGE, são 43 mil clientes sem energia, sendo as cidades mais atingidas Nova Prata, Caxias do Sul (e arredores), Taquara, Bento Gonçalves e Canela. Na área da RGE Sul, havia 38 mil clientes sem energia, a maior parte na Região Metropolitana de Porto Alegre.




Risco de novos temporais





A Defesa Civil estadual informou que há previsão para novos temporais na noite desta segunda e durante a terça-feira (12). Podem ocorrer pancadas intensas de chuva, ventos fortes (até 80 Km/h), alagamentos e possibilidade de queda de granizo no estado, principalmente na Região Sudoeste. "O nível de severidade é perigo em potencial", destaca o órgão.




Segundo a Somar, a chuva deve perder força a partir da tarde desta terça-feira. Ainda pode chover na quarta (13), mas de forma menos intensa. Na quinta-feira (14), o tempo seco deve predominar e a temperatura diminui no RS.





Temporais desde a madrugada desta segunda





A chuva forte vem castigando parte do estado desde a madrugada de segunda. Em Araricá, na Região Metropolitana de Porto Alegre, o temporal começou por volta das 4h. Cerca de 70 residências e uma escola ficaram destelhadas. Lonas e algumas telhas foram distribuídas para as famílias. Os danos ainda estão sendo contabilizados.




A Defesa Civil estadual informou também que 15 casas ficaram destelhadas em São Francisco de Paula, na Serra, além de cinco destelhamentos em Igrejinha, no Vale do Paranhana, seis em Sapiranga, na Região Metropolitana de Porto Alegre, e oito em Carazinho, no Norte gaúcho. Em Não-Me-Toque, uma empresa e 10 casas foram destelhadas parcialmente. Na ERS-142 árvores precisaram ser removidas da rodovia.




FONTE: G1 RS

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium