Quarta, 17 de outubro de 2018
55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413
Brasil

31/05/2018 ás 19h54

Gilmar Machado

Redentora / RS

Sindipetro-RS suspende paralisação dos petroleiros e Refap retoma atividades
Decisão ocorre um dia após Tribunal Superior do Trabalho ampliar multa imposta às entidades
Sindipetro-RS suspende paralisação dos petroleiros e Refap retoma atividades
Caminhões com combustíveis acessam Refap na tarde desta quinta-feira | Foto: Franceli Stefani / Especial / CP

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) recomendou a suspensão da paralisação da categoria, nesta quinta-feira, que deveria seguir até o final desta sexta-feira. Com isso, o Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Sul (Sindipetro-RS) suspendeu o movimento no Estado após assembleia realizada na tarde desta quinta-feira. Na Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), em Canoas, os funcionários retomaram os trabalhos. O grupo se reuniu no pátio da Refap para debater os rumos da mobilização. A categoria deve voltar a se encontrar na próxima semana.


Uma manifestação se concentrou em frente à Refap no fim da tarde desta quinta-feira. A Brigada Militar (BM) acompanhou os caminhões que acessaram o local transportando combustíveis. O ato é pacífico nas proximidades.


A decisão do encerramento da paralisação ocorre um dia depois que o Tribunal Superior do Trabalho (TST) ampliou a multa diária imposta às entidades. A FUP criticou a decisão. "O TST joga o jogo do capital e não deixaria barato a greve dos petroleiros. As multas diárias de R$ 500 mil saltaram para R$ 2 milhões, acrescidas da criminalização do movimento", divulgou em nota nesta quinta-feira.  


"O tribunal cobrou da Polícia Federal investigação das entidades sindicais e dos trabalhadores, em caso de desobediência. Essa multa abusiva e extorsiva jamais seria aplicada contra os empresários que submetem o país a locautes para se beneficiarem política e economicamente. Jamais seria imposta aos empresários que entregam patrimônios públicos, aos que destroem empregos e violam direitos dos trabalhadores", destacou. 

FONTE: Correio do Povo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium