Sexta, 19 de outubro de 2018
55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413
Mundo

06/01/2018 ás 19h39

Josoel Silvestre

Redentora / RS

BRASILEIRO NATURAL DE IJUÍ É EXPULSO DA VENEZUELA
Jonatan Moisés Diniz ficou preso na sede do serviço secreto venezuelano, segundo informações da família
BRASILEIRO NATURAL DE IJUÍ É EXPULSO DA VENEZUELA
Foto: Facebook/Arquivo Pessoal

O brasileiro Jonatan Moisés Diniz, natural de de Ijuí,  detido na Venezuela nesta semana, foi libertado pelo governo chavista neste sábado, e embarcaria para Miami num voo da América Airlines com destino a Miami, segundo o Itamaraty.


Segundo sua família, ele foi detido por autoridades chavistas após ter sido confundido com um cidadão americano – ele vive nos EUA e portava uma carteira de motorista do país.


Diniz ficou preso na sede do serviço secreto venezuelano, o Sebin, segundo informações recebidas por sua família. O chavismo afirmou na manhã de sexta-feira ao Ministério de Relações Exteriores do Brasil que o estado de saúde do brasileiro é bom.


Segundo Juliano Diniz, a situação de seu irmão se agravou em razão de um mal-entendido. Como morava nos Estados Unidos e portava apenas a carteira de motorista do Estado onde morava, a Califórnia, as autoridades venezuelanas acreditaram que ele era cidadão americano.


Segundo fontes de um jornal apuraram, a informação sobre um equívoco na identificação da nacionalidade de Diniz chegou ao Itamaraty, mas foi interpretada como uma justificativa fraca para uma prisão sem razões sólida. Opositores acreditam que o regime teria interesse na detenção de americanos para usá-los como moeda de troca na disputa diplomática com os EUA. A Justiça americana condenou recentemente dois sobrinhos de Nicolás Maduro por tráfico de 800 quilos de cocaína. Eles ficaram conhecidos como “narcossobrinhos”.


De acordo com Juliano Diniz, a ONG Foro Penal Venezolano ajudou no processo de obter informações sobre o irmão. “Nós tivemos de procurar um advogado local para fazer todo o processo, porque o regime é muito fechado”, disse. “Eles ajudaram a fazer a intermediação e a descobrir o que aconteceu de fato com ele.”

FONTE: Correio do Povo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium