Sexta, 20 de julho de 201820/7/2018
55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413
Banner 1
ECONOMIA
Produção em 10 cidades equivale a 42% do total do RS, aponta pesquisa
Apesar de variação nula no PIB no terceiro trimestre de 2017, a economia nos principais municípios do estado apresenta sinais de reação e a previsão é de crescimento a partir do ano que vem.
Josoel Silvestre Redentora - RS
Postada em 15/12/2017 ás 09h18
Produção em 10 cidades equivale a 42% do total do RS, aponta pesquisa

Tabela aponta as cidades do RS com maior PIB em 2015 (Foto: Reprodução/RBS TV)

A variação do Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Sul foi nula no terceiro trimestre de 2017, conforme a Fundação de Economia e Estatística (FEE). A pesquisa aponta que os 10 principais municípios gaúchos respondem por 42% de tudo o que o estado produz.


O setor de serviços se destaca como a atividade nestas cidades. De acordo com o estudo, a economia nos municípios apresenta sinais de reação, e a previsão é de crescimento a partir do ano que vem.



Entre elas está Caxias do Sul, segunda colocada no ranking, atrás de Porto Alegre. Apesar do resultado positivo, os setores metalmecânico e automotivo sofreram com a crise no município da Serra. O faturamento das empresas que chegou a R$ 23 bilhões em 2013 caiu para R$ 11 bilhões no ano passado.




Mais de 24 mil trabalhadores perderam o emprego na cidade entre 2012 e 2016. A indústria, que é o setor que mais emprega no município, foi também o que mais demitiu. Agora, pela primeira vez depois da crise, os setores começam a dar sinais de recuperação.




"A partir de outubro a gente percebe um crescimento acima do normal. Questão de exportação e fabricação nacional se percebe uma melhoria, vai salvar o ano. Vai ser melhor que o ano passado", comemora Reomar Slaviero, presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul.







"Nós continuamos com cautela, apesar de ver um segundo trimestre de recuperação. A gente tem algumas incertezas em relação ao segundo semestre, se vai confirmar a manutenção dessas vagas ou não", diz Daniel Martin Ely, diretor de planejamento e RH.


Fábrica de semirreboques deve abrir 700 vagas para o primeiro trimestre de 2018 (Foto: Reprodução/RBS TV)



O município de Passo Fundo, na Região Norte do estado, subiu uma posição no ranking. A cidade, com quase 200 mil habitantes, aparece na sexta colocação entre as maiores economias do Rio Grande do Sul. Os setores do agronegócio e de serviços contribuíram para o crescimento.




Já Rio Grande, na Região Sul do estado, teve a maior queda: da oitava para a 10ª posição. O motivo foi a redução do setor naval que, desde 2013, fechou 20 mil postos de trabalho. A cidade registrou uma queda de R$ 81,3 milhões na geração de riquezas.




"Vamos esperar mais uns dois anos de resultados negativos no indicador de crescimento econômico e só a partir de 2018 que teremos alguns dados melhores para o estado", alerta Julcemar Zilli, professor de economia da Universidade de Passo Fundo (UPF).






FONTE: G1 RS
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados

contador gratuito

Site desenvolvido pela Lenium