Quinta, 18 de janeiro de 201818/1/2018
55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413
Trovoadas
21º
24º
28º
Redentora - RS
Erro ao processar!
Banner 1
SAÚDE
Mais de 2 mil crianças e adolescentes aguardam na fila do SUS por uma cirurgia no Rio Grande do Sul
Tempo de espera em alguns casos chega a 12 anos. Crianças entre 4 a 9 anos são as mais afetadas. A Secretaria Estadual de Saúde informou que está organizando mutirões de cirurgias em pelo menos 30 cidades.
Jooh Silvestre Redentora - RS
Postada em 12/12/2017 ás 09h18
Mais de 2 mil crianças e adolescentes aguardam na fila do SUS por uma cirurgia no Rio Grande do Sul

Fila para cirurgia no SUS tem 70 mil crianças e adolescentes


O Rio Grande do Sul é o segundo estado no país com mais crianças e adolescentes na fila do Sistema Único de Saúde (SUS) para passar por cirurgias eletivas, aquelas que não são urgentes. São 2.128 mil pessoas, em 217 municípios gaúchos, e o tempo de espera em alguns casos chega a 12 anos.




O levantamento foi realizado pelo Conselho Federal de Medicina e pela Sociedade Brasileira de Pediatria. Em todo o país, são mais de 70 mil crianças e adolescentes na fila, mas este número poderia ser maior. Além do Rio Grande do Sul, apenas as secretarias estaduais de Ceará, Minas Gerais, Rondônia e Tocantins forneceram dados ao conselho.




A maior demanda nos hospitais gaúchos é pela cirurgia de amigdalectomia ou adenoidectomia. São 1.072 casos. Caxias do Sul, na Serra, lidera o ranking de espera, com 269 pacientes. Em seguida, Farroupilha (179), Passo Fundo (106) e Porto Alegre (93). Crianças entre 4 a 9 anos (706 casos) são as mais afetadas.




 O Ministério da Saúde informa que está exigindo, em estados e municípios, uma fila única para cirurgias de pacientes de todas as idades e que isso aumentou a quantidade de procedimentos no país. Disse ainda que disponibilizou R$ 250 milhões extras para mutirões de cirurgias.





A Secretaria Estadual de Saúde informou que está desenvolvendo mutirões de cirurgias, com verba de R$ 13,6 milhões, disponibilizada pelo Ministério da saúde. Os procedimentos são realizados por hospitais que aderiram ao mutirão em pelo menos 30 municípios.



FONTE: G1 RS
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados

contador gratuito

Site desenvolvido pela Lenium