domingo, 17 de dezembro de 201717/12/2017
55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413
Parcialmente nublado
21º
23º
31º
Redentora - RS
Erro ao processar!
Banner 1
GERAL
Vice-prefeito, secretários e vereadores de Vera Cruz são afastados por fraude no SUS
Além deles, cinco assessores da Câmara de Vereadores e um da Secretaria de Saúde foram afastados. Assessor jurídico do Legislativo disse que ainda não vai se pronunciar. Já prefeitura deve se posicionar após coletiva do MP.
Jooh Silvestre Redentora - RS
Postada em 05/12/2017 ás 10h14
Vice-prefeito, secretários e vereadores de Vera Cruz são afastados por fraude no SUS

Além de suspensão de funções, foram feitas buscas na Câmara de Vereadores de Vera Cruz (Foto: MP/Divulgação)


Uma operação do Ministério Público nesta terça-feira (5) afastou de suas funções cinco políticos de Vera Cruz, cidade de mais de 23 mil habitantes a 161 quilômetros de Porto Alegre. Eles são investigados por fraude na fila nos atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS).




O assessor jurídico da Câmara de Vereadores, Marcelo Schmidt, disse ao G1 que ainda não vai se posicionar pois não teve conhecimento do conteúdo das acusações. Já a assessoria do Executivo municipal informou que o prefeito Guido Hoff só vai se manifestar após coletiva de imprensa do Ministério Público, marcada para as 10h30.




Os afastados são o vice-prefeito, Alcindo Francisco Iser; os secretários da Saúde, Eliana Maria Gihel, e do Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, Martin Fernando Nyland; e os vereadores Eduardo Wanilson Martins Viana e Marcelo Rodrigues Carvalho.




O MP também cumpriu ordens judiciais para a suspensão do exercício da função pública de cinco assessores. Quatro são da Câmara de Vereadores: Gelson Fernandes Moura, Guilherme Matheus Oziemblovski e Anselmo Eli Ferreira Júnior; além de Ilse Miguelina Borges Riss, que trabalha na diretoria-geral do Legislativo. A quinta pessoa é Adriane Mueller, que trabalha na Secretaria de Saúde.




O esquema


Conforme as investigações, os vereadores, junto com o vice-prefeito, com a secretária de Saúde, a servidora da secretaria de Saúde, o secretário de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, promoveram um "fura-fila" nos atendimentos no município de Vera Cruz.




O grupo, ainda segundo o MP, cadastrava nos sistemas de regulação de consultas e procedimentos médicos pacientes que eram apadrinhados políticos como sendo prioritários, quando na verdade não eram, deixando sem atendimento a população de Vera Cruz. A intenção era tirar proveito político e pessoal.




As marcações ocorriam no sistema de agendamento do SUS (Sisreg), no de regulação de consultas do estado (GERCON) e no do CISVALE – consórcio intermunicipal de saúde de completar, o qual deveria ser utilizado somente para caso especiais.





FONTE: G1 RS
tags:
• RS
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados

contador gratuito

Site desenvolvido pela Lenium