Quarta, 15 de agosto de 2018
55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413
Região

03/12/2017 ás 09h39

Josoel Silvestre

Redentora / RS

Pai lamenta morte de jovem que pulou em chafariz em Santo Augusto: 'Como vou fazer?'
Félix dos Santos Soares, de 20 anos, era o único filho de Cláudio da Silva Soares. Jovem morreu após entrar dentro de chafariz na cidade do Noroeste do estado, na madrugada de sexta (1).
Pai lamenta morte de jovem que pulou em chafariz em Santo Augusto: 'Como vou fazer?'
Cláudio da Silva Soares, pai do jovem morreu ao pular dentro de chafariz em Santo Augusto (Foto: Reprodução/RBS TV)

O pai do jovem  que morreu no chafariz na praça em Santo Augusto,  está inconsolável com a perda. O caso, ocorrido na madrugada da última sexta-feira (1), chocou a pequena cidade, localizada na região noroeste do estado.




Félix dos Santos Soares, de 20 anos, era o único filho do auxiliar de serviços gerais Cláudio da Silva Soares.




"E agora, como eu vou fazer? Eu não sei", disse.




Félix e amigos resolveram entrar no chafariz que fica na praça central de Santo Augusto, na madrugada de sexta-feira (1). O que era pra ser apenas uma brincadeira, acabou de forma trágica.



No vídeo que um dos jovens gravou, que já foi analisado pela Polícia Civil, é possível ver que dois deles entram no chafariz. Félix também mergulha, mas não volta mais à superfície. Os amigos não levam a sério, acreditando que se tratava de uma brincadeira.




Ainda na tarde de sexta (1), peritos de Porto Alegre realizaram uma perícia no chafariz, para descobrir o que causou a morte do jovem. No entanto, o laudo oficial sai em 30 dias.




A principal suspeita, porém, é que ele tenha sido atingido por uma descarga elétrica. Os peritos verificaram que depois do acidente, a corrente elétrica foi interrompida. Isso poderia explicar porque o amigo de Félix, que tocou nele e também estava dentro do chafariz, não levou um choque forte.







O delegado trabalha com duas linhas de investigação. "Instauramos inquérito por homicídio culposo e vamos apurar se houve, por parte de quem fazia a manutenção daquela fonte, alguma negligência ou até a própria culpa exclusiva da vítima, pois houve essa ruptura dessas duas lâmpadas que pode ter ocorrido quando a vítima se jogou dentro da fonte", explica o delegado.



FONTE: RD Foco, com informações do G1 RS

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium