domingo, 24 de março de 2019
55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413
Região

16/03/2019 ás 08h38

Josoel Silvestre

Redentora / RS

Promotores que atuaram no júri do Caso Bernardo são aclamados pela população em frente ao fórum
Bruno Bonamente estará se despedindo da comarca de Três Passos no final deste mês
Promotores que atuaram no júri do Caso Bernardo são aclamados pela população em frente ao fórum
Promotores foram aplaudidos e atenderam pessoas da comunidade que pediam para registrar em foto o momento (Fotos: Rádio Alto Uruguai)

Logo após os trâmites que encerraram definitivamente o júri popular do Caso Bernardo, no início da noite desta sexta-feira (15), os promotores de justiça que atuaram no julgamento, Bruno Bonamente, Silvia Jappe e Ederson Vieira, se deslocaram até a entrada do fórum para conceder uma coletiva de imprensa, quando foram aplaudidos efusivamente por centenas de pessoas que se aglomeravam na Avenida Julio de Castilhos e que acompanharam os últimos momentos do júri.


Na fala para a imprensa, os promotores foram unânimes em dizer que estavam com um sentimento de dever cumprido, devido ao fato de terem conseguido a condenação dos quatro réus que foram acusados pela morte do menino Bernardo Uglione Boldrini, de apenas 11 anos, em abril de 2014.


Os promotores preferiram não adiantar se irão recorrer de alguma das penas que foram definidas para os réus (principalmente no caso de Evandro Wirganovicz). “Vamos analisar com cuidado, após ser aberto o prazo para apelação”, se limitou a dizer o promotor Bruno.


Após a entrevista com a imprensa, os promotores receberam dezenas de pedidos de fotos com pessoas da comunidade, que fizeram questão de cumprimentar e acenar para os três personagens centrais da acusação durante o julgamento que ganhou repercussão nacional.


Promotor Bruno deve se despedir da comarca de Três Passos no final deste mês


O promotor Bruno Bonamente, atendendo com exclusividade a reportagem da Rádio Alto Uruguai, ainda confirmou que este pode ter sido um dos últimos trabalhos dele à frente da comarca de Três Passos. Em abril ele estará assumido um novo desafio, na comarca de Marau. “Eu pedi remoção para a comarca de Marau no início do ano, mas pedi ao MP para permanecer mais alguns meses para poder concluir o trabalho no Caso Bernardo. Foram quase cinco anos aqui em Três Passos e eu sentia que eu não poderia sair daqui sem antes dar o fechamento a este caso”, afirmo. Bruno responderá pelo MP de Três Passos até o dia 31 de março.


Sobre a sentença anunciada pelo poder judiciário após cinco dias de júri, o promotor Bruno disse que “a satisfação e a sensação de dever cumprido é enorme. Era um caso de extrema repercussão nacional e nós nos empenhamos ao máximo e acreditamos que fizemos o melhor trabalho possível”, sublinhou.

FONTE: Rádio Alto Uruguai

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium