domingo, 17 de fevereiro de 2019
55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413
Ronda Policial

13/02/2019 ás 14h39

Ryan Silvestre

Redentora / RS

Homem é preso após furtar imagens de santos de cemitério em Santiago
Informalmente, ele disse aos policiais que se sentia mais seguro com os santos em casa. De acordo com delegado, ele é suspeito de furtar mais de 90 túmulos nos últimos meses.
Homem é preso após furtar imagens de santos de cemitério em Santiago
Na casa do homem preso, policiais encontraram diversos objetos furtados de cemitério em Santiago — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um homem de 26 anos foi preso na terça-feira (12) ao ser flagrado saindo de um cemitério em Santiago, na Região Central do Rio Grande do Sul, com objetos que eram de túmulos. Na casa dele, de acordo com o delegado responsável pelo caso, foram encontrados diversos objetos, como imagens de santos, velas e castiçais. Ele é suspeito de furtar mais de 90 túmulos nos últimos meses.


"Ele vinha cometendo os crimes desde novembro. Segundo levantamento do cemitério, 92 capelas foram arrombadas, e o sistema de monitoramento já vinha captando imagens dele. Não os arrombamentos, mas ele perambulando pelo local", diz o delegado Guilherme Antunes.


Após ser flagrado, o homem levou os policiais até a casa dele. "Na hora ele disse que furtava porque se sentia só, e levava para casa. Acendia algumas velas. Informalmente ele disse que, assim, se sentia mais seguro (...) Formalmente, manifestou o desejo de permanecer em silêncio", acrescenta.


Com ele, a polícia também apreendeu ferramentas, que seriam usadas nos arrombamentos no cemitério.


Preso em flagrante, o homem foi levado para a delegacia e, depois, para o Presídio Estadual de Santiago, onde seguia até o começo da tarde desta quarta-feira (13). O delegado não soube informar se ele já tem algum advogado, mas acredita que será defendido por um defensor público.


Ainda de acordo com o delegado, há cerca de um mês e meio, o mesmo homem foi preso na cidade após furtar um carro.


"Acabou batendo em outros, até numa residência, e também falou [aos policiais] com um discurso incoerente. Foi autuado e preso. Agora, estava respondendo em liberdade."


A Polícia Civil não fez pedido de prisão ao Poder Judiciário pelos furtos no cemitério. O delegado explica que isso ficará a cargo do Ministério Público. O mesmo vale para o caso de pedidos de exames, como por exemplo, para verificar se ele tem algum problema psicológico.

FONTE: G1 RS

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium