Segunda, 10 de dezembro de 2018
55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413
Especiais

05/12/2018 ás 11h04

Josoel Silvestre

Redentora / RS

Soldado da BM supera dificuldades e realiza sonho de se tornar médico
.
Soldado da BM supera dificuldades e realiza sonho de se tornar médico
Foto: Divulgação

Em uma trajetória incrível de superação, força de vontade e determinação, o policial militar Evandro Gomes Rodrigues, 37 anos, realiza no próximo sábado (8) o sonho de se tornar médico. Superou as as dificuldades desde cedo. Filho de pedreiro e mãe doméstica, tem seis irmãos. Pessoas simples da cidade de São Gabriel que viram as dificuldades financeiras aumentarem com o falecimento do pai, vítima de AVC, quando Evandro tinha apenas oito anos de idade.


O menino que fazia 14 quilômetros a pé para estudar, que dormia para esquecer a fome, que viu sua família ser despejada por mais de uma vez por não conseguirem pagar o aluguel, cresceu e conquistou uma vaga no concurso da Brigada Militar (BM). Não só conquistou como conseguiu se classificar em primeiro lugar na turma de soldados de 2006 em Caxias do Sul.


A força de vontade do garoto pobre que se tornou policial, não parou por aí, e em 2011, ele foi aprovado em medicina na Universidade Federal do Rio Grande – FURG, conquistando 22º lugar das 70 vagas oferecidas pela instituição. Começava aí uma nova luta para realizar o sonho de se tornar médico.


Diante da impossibilidade de transferência, o soldado afirmou ao seu comando “… eu viro mendigo em Rio Grande, mas realizarei o sonho de me tornar médico, se não tem transferência, pedirei meu desligamento da corporação…” comovido com a determinação do PM, o Comando se mobilizou e conseguiu a transferência.


Contando com o apoio e a compreensão de todos os colegas e cumprindo sua carga horária na BM durante as madrugadas para conseguir frequentar a universidade que exigia praticamente presença em três turnos, foi assim, com muitas noites sem dormir, que o soldado viveu seus últimos sete anos. A recompensa de todo o esforço será comemorada junto daquela que lhe deu a vida e que, mesmo em meio as dificuldades, lhe incentivava a estudar, dizendo que só o estudo poderia mudar a sua vida. Aos 64 anos, Maria Genair Menezes Gomes, com a saúde bastante debilitada, acompanhará a grande conquista do filho.


Emocionado, o soldado desabafou: “Tanta gente me ajudou até aqui, eu não estou chegando sozinho”.

FONTE: Jackson Cardoso/Brigada Militar

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium