Terça, 20 de novembro de 2018
55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413
Região

01/11/2018 ás 09h10 - atualizada em 01/11/2018 ás 17h24

Josoel Silvestre

Redentora / RS

Apenados poderão trabalhar na produção de erva-mate
Fazenda e propriedade rural de Seberi ofertarão as vagas
Apenados poderão trabalhar na produção de erva-mate
Empresários assinaram convênio com o presídio no dia 24 de outubro. Fotos - Cristiane Luza

A cada três dias trabalhados, menos um de pena para detentos do regime semiaberto, além da oportunidade de profissionalização e contribuição na renda familiar, o que reflete diretamente sobre a redução da reincidência criminal. Esses são os benefícios do trabalho para presos.


Os empresários Tiago Gehm e Márcia Ribas Pereira assinaram com a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), na última semana, um convênio para utilização de mão de obra de apenados do Presídio Estadual de Frederico Westphalen na produção e no manejo artesanal da erva-mate em uma fazenda e em uma propriedade rural localizadas em Seberi. “A gente estava em busca de um processo que fosse sustentável, que agregasse valores à erva-mate e à sociedade. Ao mesmo tempo que nos preocupamos com a natureza usando o sistema agroflorestal, vamos procurar profissionalizar esses detentos, dar cursos de poda, plantio, fazer com que aprendam, incentivá-los a evoluir no trabalho e se motivarem. Tem que deixar um pouco o preconceito de lado e incentivar. Pedimos cinco apenados para começar”, explicou Gehm.


Esse é a segunda ação conjunta do presídio visando ao oferecimento de emprego para apenados. O primeiro foi firmado com a prefeitura, que ofertou dez vagas. A administradora da casa prisional, Adriana Borella Rosado, disse que enxerga a iniciativa com bons olhos. “Consideramos uma atitude muito bacana, a gente se surpreendeu. Para nós é importante porque é um trabalho sério”, considerou.


Ampliação do presídio


Na última semana, uma profissional da Secretaria de Obras, Saneamento e Habitação fiscalizou o andamento da construção de nova ala com 32 vagas na unidade. As obras começaram neste mês e estão previstas para serem concluídas entre o fim de 2018 e início de 2019. Assim, a capacidade do presídio passará a ser para 146 detentos, embora rotineiramente abrigue mais de 200.


FONTE: Cristiane Luza/Folha do Noroeste

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium